Por outros

"...Não posso lhe dizer como viver de uma outra forma. Você viveria segundo o plano de outra pessoa.
Mas talvez eu possa lhe dar um presente, possa lhe dar um pensamento.
-- Imagine se um "demônio" lhe dissesse que esta vida da forma que você vive ou viveu no passado, você teria de vivê-la de novo, inúmeras vezes mais.
-- Porém não haverá nada de novo nela e cada dor ou coisa minúscula ou grandiosa retornará para você mesmo. A mesma sucessão, a mesma seqüência voltará para você, como uma ampulheta do tempo.
-- Imagine o infinito.
-- Considere, a possibilidade de, que cada ato que você escolher, escolherá para sempre.
-- Então toda vida não vivida permaneceria dentro de você por toda a eternidade, não vivida.
-- Você gosta dessa idéia ou detesta? Escolha..."

O personagem Nietzsche fala palavras de Irvin D. Yalon, no "dialogo" com Josef Breuer.
O livro virou filme com o mesmo nome: " O dia em que Nietzsche chorou".

Assista.
Ou melhor leia.
Ou melhor perceba, a dica do cara, com atenção.

Comentários

Postagens mais visitadas