Quadro Negro

Fiz esse agora, vocês não precisam gostar, saiu assim ao invés de um texto.
mas achei que talvez vocês quisessem ler e conhecer.
---

Quadro Negro

De manhã um cara encostado.
Meio sentado.
Imóvel.
Igual a parede da rua

Negro.

Nu. Da cintura pra cima
Pé no chão. Descalço
Cru. No céu em baixo.

Mãos na cabeça. As duas.

Uma apoiava o rosto que olhava pra baixo.
Pra baixo não.
Pra dentro. De si.

A outra sim segurava o peso. Da cabeça.
Os joelhos recolhidos empurravam
As costas contra o muro.

O corpo todo gritava. Solidão.
e os ouvidos dos meus olhos doeram muito
de ver aquilo.

O corpo negro era branco de chão
e as pessoas e carros passavam por essa estátua de rua.

Na calçada
O Pensador negro pensava a dor.
A nossa dor.

----------------------------------

2 semanas depois passei por lá
Ele tava no mesmo lugar
Dessa vez meio sentado
Batia a cabeca devagar e sem parar na parede
E sorria
O sorriso perdido
Mostrava que ele tava num lugar mais humano.

Comentários

Postagens mais visitadas