Sê livre...


O "Sê Livre" da camiseta tem a ver com a liberdade de software, comemorado aqui no dia 20.09.2008 (ou seja, foi ontem...), não deu tempo de postar aqui, então tou dando minha contribuição agora, no velho estilo, antes tarde do que nunca.

Vi primeiro no site do André Godin, a idéia é muito boa e bem explicada seu post, vou comentar umas partes aqui:

" O “Dia da Liberdade de Software” é uma celebração anual da Liberdade de Software realizada simultâneamente em diversas localidades do mundo, 500 cidades neste ano. "

A idéia é "passar uma manhã de sábado divertida, com muita informação, brindes, palestras e minicursos. Tudo regado a muito software livre!"

"Em um mundo cada vez mais digital, mais e mais pessoas dependem de softwares em suas experiências diárias.

O software influencia como interagimos com os outros, desfrutando de meios distintos, votamos, pagamos, e trilhamos nosso caminho.

O software aponta nossa forma de vida, nossas liberdades básicas como liberdade de associação, liberdade de pensamento, liberdade de escolha e muito mais.

Muitas pessoas não se dão conta da importância e da influência do software e outras tecnologias em suas vidas.

O que queremos com essa tal “Liberdade de Software”?

Ela se trata de um futuro tecnológico e em que possamos confiar, que seja sustentável e que não impacte negativamente nas liberdades humanas básicas que damos por garantidas.

Sistemas eleitorais não confiáveis podem levar a uma inquietude civil e a falta de confiança nos órgãos governamentais.

Softwares-espiões que vigiam o que escutamos, nossos detalhes bancários e a quem enviamos e-mails, podem ser instalados em nossos computadores sem nosso consentimento.

A codificação regional de filmes introduz uma barreira artificial para o conteúdo internacional;

Onde está nossa escolha pessoal?

Os formatos de dados proprietários podem representar um impedimento para acessarmos nossa própria informação!

A Liberdade de Software pode ser mantida por sistemas transparentes (como Softwares Livres e Softwares de Código Aberto) que estão baseados em formatos abertos, seguros e sustentáveis, incluindo formatos de dados e protocolos de comunicação."

O evento de João Pessoa aconteceu no Departamento de Informática no CCEN da UFPB no sábado, dia 20, das 08:00 às 12:00.

O SFD 2008 visa colocar os participantes em contato com diversas iniciativas e projetos nacionais e internacionais. Para isto, apresentará em sua grade de programação as palestras:

  • O que é Software Livre? - Anahuac de Paula Gil (KyaPanel);

  • Quebra de Paradigmas – Como NÃO usar Windows – Joaquim Gil (Linuxfi);

  • O Linux põe a mesa? - Gleidson Lacerda (Moodle);

A mesa redonda:

  • Mesa Redonda: Porque você não gosta de Software Livre?.

E, além disso palestras, haverão estes dois minicursos.:

  • Introdução ao Linux para Desktop – Joaquim Gil (Linuxfi);

  • Programação em Ruby – Maurício Linhares.

E claro, no espírito do movimento livre, a inscrição foi gratuita, mas neste caso com vagas limitadas, no site http://www.glugpb.org.br/sfd2008.

A Justificativa é a mais justa:

Ao estimular o uso e desenvolvimento de software livre e de código aberto, investe-se na produção e qualificação do conhecimento local a partir de um novo paradigma de desenvolvimento sustentável e de uma nova postura, que insere a questão tecnológica no contexto da construção de mundo com inclusão social e igualdade de acesso aos avanços tecnológicos.

Espera-se ainda com SFD 2008 uma maior interação entre profissionais de diferentes áreas do mercado e governo com alunos, incluindo assim os próprios alunos das IES e outras instituições de ensino. Tal interação é saudável para ambos, e aproxima os diferentes mundos dos saberes.

Instituições Executoras


O G/LUG-PB (Grupo de Usuários Gnu Linux da Paraíba) e PSL-PB (Projeto Software Livre - Paraíba) promoverão a comemoração, no dia 20 de setembro, das 8h às 12h, com o apoio do:

UFPB (Departamento de Informática da Universidade Federal da Paraíba),

Linuxfi (Empresa de serviços em Software Livre - Linux)

e KyaPanel (Gestor de Servidores),

São iniciativas não governamentais que reúnem mais de 400 estudantes, profissionais, empresários e usuários de Software Livre da Paraíba. Seus principais objetivos são:

  • Difundir a cultura informática e, particularmente, a filosofia dos sistemas operacionais padrão POSIX em geral e, especialmente, fomentar, desenvolver, apoiar e disseminar o uso do sistema operacional GNU/LINUX em todas suas distribuições, plataformas e opções de configuração;

  • Difundir, promover, apoiar e fomentar a utilização, produção e desenvolvimento de softwares, hardware, cursos, técnicas pedagógicas, manuais, livros e traduções cujos autores e/ou proprietários autorizem sua utilização e/ou distribuição sem cobrar remuneração, mediante a renúncia de seus direitos patrimoniais e/ou autorais;

  • Respeitar integralmente os direitos morais do autor sobre sua criação.


SFD 2008 – Dia da Liberdade de Software

:o)

É isso aí, só falta a gente nessa, exemplo bom pra seguir aqui em Salvador, não?

Claro, isso para aqueles que tem boa vontade...

É bobagem esperar isso dos administradores municipais, a maioria não sabe nem o que é informática, e os que sabem não tem interesse políticos e económicos na liberdade, quanto mais a gente tiver consciência disso melhor.

E como sempre, pelos atos de seus representantes
perde a sociedade,
pois ficar parado
em um mundo em constante movimento
é ficar muito pra trás...

Comentários

Postagens mais visitadas