Quieto

Barcos no chão
árvores paradas
som forte

Mar seco
vigilante de sombrinha apitando
Chuva?

Vento entrega lá dentro
chuvisco, ar frio
e dúvidas.

Mar-e-céu-um-só
gotas fortes
pesadas
e acabou

Já arrumam o mundo no lugar

A lua cheia
as nuvens furadas
o inacreditável silêncio dos homens

Nem rastro nem cheiro do tempo

Agora só o mar como cachorro preso
uivando pelos cuidados de um dono
que nunca vem

Comentários

Postagens mais visitadas