Exercício

Passou os dedos ao redor dos lábios. Tava suando muito.
Quente. Abafado. Tava um pouco demais assim.
Camisa molhada. Até os pé grudam.

Forró baixo na caixinha de som.
Lua cheia na noite e o mar.

Foi se mexer e derrubou a caixa com o pé sem querer.
Teve que botar tudo no lugar e em silêncio pra não acordar o povo.
Não fazer barulho cansado é difícil. A vontade é largar...

A luz fluorescente, bem branca e forte engana o tempo.
O cansaço quer ser atendido, mas o sono é rei e não quer dormir.
pelo menos não de uma vez.

Começa a negociação no papel, as partes acordam uma pausa e vai mesmo ficar pra amanhã o resto do texto.

Comentários

Postagens mais visitadas