A viagem

Uma vez deixei minha consciência
atravessar a ponte
e fui viver um sonho acordado.

Identifiquei na minha bagunça o desejo verdadeiro
afirmei ele como se fosse
cada palavra e frase dita
blocos de construção do universo.

Segui a imagem que nem criança numa loja de brinquedos,
como se nada mais tivesse importância.

Com coração de menino entendi o mundo físico se manifestando como resposta aos meus pensamentos e emoção completa

Me admirei como essa lei faz tudo ficar independente
e se expandir para fora do meu mundo

Voltei abastecido,
fechei os olhos com paciência e atravessei pro real

No lado de cá,
enxerguei entre o que quero
e o que vivo, uma única ponte:
eu mesmo.

Comentários

Postagens mais visitadas