O roteiro

Quando a chuva fez o roteiro
ela tirou do lado aberto do peito
a sua fome fotográfica.

Não sabendo de nada
andou perdida e feliz
entre as imagens molhadas.

Com suas pálpebras digitais
congelou em flashes
o mundo bem devagar.

Brincando onde guardam a luz
viu as formas do liquido mundo vestido
e encantada saltou faminta.

Entre as lágrimas do céu loucas
quebrou a realidade em pedacinhos brilhantes
e comeu com os olhos
a sua outra metade do queijo...

Comentários

Postagens mais visitadas