Na rua

Vou na contramão sim, doutor

Mude seu caminho
não encha

O meu saco cheio
de verduras, legumes e frutas
não vai mudar de direção.

Saia da frente do meu carrinho

Você com seu ar condicionado
sua roupa bonita, seu rosto barbeado
seu mundo espelhado
separado daqui

Me deixe com meu trabalho
empurrando na rua as cores da natureza
para as freguesas que acordam cedinho

Vou sempre na contramão, Doutor

Sou meu próprio motor
faço meu movimento
não sou mais um do gado
levado engarrafado pra um lugar que eu não escolhi.

Comentários

Postagens mais visitadas