A mulher na cama

Um olhar menino
explora
devagar
o mistério moreno deitado na cama

Ele não entende

Tudo é de repente
quarto, cintura, lençóis, pernas e seios
desenhados pela luz dela

E o universo ao lado
apenas sorri dormindo
abraça o travesseiro
e não explica nada

Se espalha feliz
sensualmente indiferente
ao seu desejo

Meu Deus,
que injustiça, guardar em uma criatura assim
e até dela mesma, enfim,
tantos segredos.

Comentários

Postagens mais visitadas