Capela

Hospital
frio

Impacientes
incomunicação

Luz branca
gente branca
roupa branca

Médicos precisando de médicos

E a bengala branca da razão guiando todos

No meio dos corredores
logo à direita
o humor da artes plásticas criou
uma capela

Uma nova área marcada
agora sem o barulho da lógica
ou ciência

Outra simbologia organizando o espaço

Metafisica
sentimentos
abstração

Coisa que não se pode medir

Pra somar eu deixei
junto do brilho no banco de madeira
os meus olhos no chão

Esqueci o resto

No lugar em que eu estava

Registrei no verso de um cartão de visita
esse estranho momento
em que algúem juntou

Ar sério da pouca iluminação
pés quadrados dos banquinhos
mistura de cores nas pedras

Cruz estilizada na imagen da parede

Um painel de azulejos com Cristo desenhado
faltando um dos dedos da mão

Vários assentos vazios sem crentes

E eu

Comentários

Postagens mais visitadas