Minha rua

A minha rua é um rio
e na curva da
ladeira
tem até um minitrio

Tem Abará gostoso
Beiju molhado, Taboca
Pamonha de milho e Carimã

Motocicletas de água
Bicicletas de jornal
Carros de frutas

Gás, roupas,mercadinho e amolador de tesouras a pé
E garis que conhecem todo mundo

De incerto
Tem Di Mola
e Mão Branca,
mendigo e cachorro visitantes

De certo mesmo tem os doidões, crentes, policiais e testemunhas de Jeová

Nenhum prédio
Nem quebra molas
Nem asfalto inteiro

Tem mar no quintal
meninos nadando em navios feitos de geladeiras velhas
montes de casas, passeios, varandas, feirinhas, quitandas, vendinhas
e gente sentada nas portas

Um ar de interior
um tempo próprio
e uma vida antiga de pedras no chão.

Comentários

Postagens mais visitadas