Poema escrito na tempestade

Entre duas batidas
meu coração no espaço
parou
para olhar vo

Eu pedi

Para o tempo
me deixar ali

Nem respirei

Nem senti medo

Um pensamento
podia
alterar o mundo ali

Meus Deus como somos frágeis

Orei
e chorei eu e o acaso
no assombro de uma existência

Que a gente tenta fazer caber

Num olhar de mãe
num olhar de noivos

Na nave de uma palavra escrita depois do amor

Nessas nossas vidas ao vento

Neste sopro q a vida é.

Comentários

Postagens mais visitadas