Silêncio...

Ele disse que se sente engolido pelo cotidiano
Ela que precisa de silêncio
Eu que preciso calar
O mundo tem absolutamente todo dia algo para me contar
Vamos ver a orquestra
A dor de nascer diariamente
Convite para o festival de dança
Os quilômetros do carro
A revisão da vida
A relação
A ampliação da pista
As pontes do coração
Os caminhos em movimentos querem me contar que tudo é um de repente
E o que vemos mais do que um se cruzar do acaso
E todas essa palavras sopradas no ar
E eu
Não sei
Ou sei
Ou só sei
Que não é com os ouvidos que vou escutar.

Comentários

Postagens mais visitadas