Deitado olhando o céu mudar

Se passamos em nuvens
soprados
camada sobre camada
num caos de movimentos ajustados
Se
nosso céu está em reforma
enquanto aqui
agora
Se esse todo absurdo
é travessia
Se sem a alma esse império sentido é casca, casa, vazia...
Se não pisco para tão cedo não ter de pensar
Se o mundo é apenas
um referencial movimento
e nele viajando estamos tentando acordar
Se não transpiro
se não aspiro a um lugar
se não respiro a mim próprio
Se a mim não digo
desta minha fome
Se no ar não me largo insone
Algo vai mudar?

Comentários

Postagens mais visitadas