Moinho

Eu to voando com os olhos fechados
com os olhos fechados fica bom

Na minha cama ao contrário
pés no travesseiro
de onde sou levado sempre

Passo entre mundos sem  pressa
minha alma já está além do teto
e meus admirados olhos abertos
não podem fazer nada

Esse lar não tem idade
e posso ser no universo
todas as coisas

Sabe quando você saltou assim
num lance tão feliz
que tem até medo de se mexer?

Um ser ao mesmo tempo
por todo o tempo
num Dejà Vu infinito

(como é incrível ser estrela...)

Pó..
luz...
Respirando pulsos em macro micro ajuste milenar...

Parece que todos os mundos estão brincando num grande parque...

Eu to voando com os olhos fechados
com os olhos fechados fica bom

Eu sou o eixo
e na minha cama ao contrário
pés nos travesseiro eu sou agora um moinho
e tudo se desfaz no ar...

Comentários

Postagens mais visitadas