Reflexões matutinas

No ano passado
Um cogumelo alucinógeno foi achado no jardim de Elizabeth II,
um liberiano cego fez sucesso na internet com violão de lata,
a frança debateu a abolição das notas nas escolas
O planeta deu suas voltas
O mundo não se acabou
E eu me perdi e me achei em um beijo
E isso mudou tudo
E agora estamos no meio
De Setembro
2015 já está acabando
Eu continuo sendo acelerado pela vida
que quer tirar meu outro pé lá da lua
minha cabeça da rua
e fazer de mim um homem sério
Ela parece que não percebe
que estou ocupado em ser eu mesmo
não posso perder tempo com desimportâncias
Me deixe construir a minha família dentro de uma família
com tudo de humano que possa existir nessa palavra
Eu ando caçando toda a arte que me traduza
cultivando no chão das palavras
Amo o ano inteiro
Que ela quer mais que eu faça?
Parece que ela não percebe o quanto que eu estou mudando
Que estou mais gordinho e magrinho ao mesmo tempo
O coração mais leve,
o faro para injustiça cada vez mais maduro
o eu sensível a cada respiração mais lírico
E principalmente, minha alma de suspiro cada vez mais ciente
do quanto sou incompleto...
Eu acho
Que vou parar
Na frente dela e dizer em seus olhos
Eu estou vinho
Você não me entende?
Estou no meu caminho.
(o que mais você pode esperar de um ser humano diante de tantos deuses?)

Comentários

Postagens mais visitadas