Na janela

Um barco atravessou o canto dos meus olhos

enquanto você falava

Abracou
meu tempo e as suas palavras

Me levou pelo mar das janelas

A cumprir o que há no homem de divino

Pintar com as setas das palavras

As mil direções do destino

O quanto de nós na cor que somos

- Corpo, Alma, Instinto -

Cabe misturar

No piscar

Que é essa aquarela...

Comentários

Postagens mais visitadas