Na rua

Embaixo da lixeira
num canto da rua
uma flor

Junto dela outra mais simples

Outra cor

Do chão
olham a vida
que vem passando

Com seu caminhão de energias

Colhendo
entrelaçando

reciclando
redesenhando o fluir

Arrastando meu olhar para o mistério
soprando no meu ouvido de menino
que a energia que era uma rosa

Agora
pode ser ainda mais linda
onde quer que possa existir

Comentários

Postagens mais visitadas