Poema número 52

Amanhã farei 52 anos.
Será uma sexta-feira 13 de lua cheia.
Terá feijoada.
Comecei a comemorar hoje sete da manhã na lavagem do Bonfim.
Fui pela primeira vez a pé o percurso todo de uma igreja a outra.
Ganhei um folheto com uma oração da irmã Dulce e uma fitinha que depois de orar com os fiéis amarrei com três nós e desejos no braço de minha mulher.
Senti o choque da anergia das fitinhas amarradas na grade da igreja
Ganhei óleo bento de uma baiana
Fui benzido com as folhas, sementes e pó do nosso sincretismo
Bebi apenas água no percurso inteiro.
Troquei de camisa em casa, bati um prato de feijão com uma cerveja para iniciara a parte profana e voltei
Andei (ou remei) até os Mares (depende do ponto de vista).
Encontrei o Minitrio da galera do meu bairro e voltei no tempo.
O som mais instrumental foi abrindo o caminho no meio do povo arrastando que gosta de carnaval antigo e de música que presta
Fizemos a curva na praça da Irmã Dulce e pegamos a Luiz Traquínio.
Foi massa.
Bonito ver as pessoas mudando de direção para acompanhar o trio elétrico pequenininho sem motor, empurrado pela galera e ver crianças, idosos nas janelas e pessoas de todas as idades rindo e brincando tranquilas junto com a gente.
Muito Bonito.
O final desse circuito foi um barzinho no bairro onde por acaso saía feijoada e cerveja que alimentou ainda mais umas 05 músicas...
Voltei nos braços da felicidade solar, etílica e cultural do meu povo em passos bem lentos
Pensando na vida
Não acreditei que ainda eram 14 horas...
Tomei um banho
Postei um milhão de fotos
Tomei um sorvete
Me larguei da vida assistindo um documentário sobre Raul Seixas que estava passando (não sei se vocês sabem que acasos não existem...)
E depois que todos dormiram abri uma cerveja (coisa raríssima de acontecer) e escrevi este texto para mim mesmo e para vocês...
Quem são vocês?
Vocês são o mundo neste plano e essa é a minha maneira de agradecer o meu aprendizado neste encontro.
Obrigado.
---
Poema livre: "Poema número 52"
Autor: Valter Alves da Cruz Jr.
Na véspera do meu aniversário, em Mont Serrat, Cidade Baixa de Salvador, Bahia, Brasil.
Onde eu tento explicar para mim este mistério que é ser eu mesmo neste mundo em 12 de janeiro de 2017.

Comentários

Postagens mais visitadas