Aviso

Na fila do caixa do restaurante me avisaram que Jesus estava voltando
não vi ele na crente
mas reconheci entre os clientes ocupados em sobreviver

Ele era
pardo
moreno
funcionário
adolescente
pedinte
atendente
senhor
negro
branco
vendedor
homem
mulher
bancário
menino
criança
professor

Identifiquei pelos seus milagres entre a minha gente dividida em classes

Nos camelôs torrando no sol
no menino vendendo de geladinho e água mineral que deveria estar na escola
na filha de santo trabalhando com a roupa de sua fé

No picolé de cupuaçu da capelinha
nas temporárias vivendo da esperança das vendas
nos manequins pendurados na frente da lojas
no quente sol barroco da rua da Barroquinha

Nos sobreviventes corações dentro das pessoas que passavam por mim na rua

Nosso senhor vive em movimento
Não precisa de religião
E tem muitas casas

Graças a Deus.

Comentários

Postagens mais visitadas