Na veia (homenagem a Ferreira Gullar)

O fato rompeu subitamente o tecido da linguagem.

Sou pego de surpresa.

Diante da emergência
fecho a ferida por onde a realidade parece se esvair com um poema.

Mas o curativo não respeita a logica dos conceitos.
Não contém os espantos.
Eles escapam.

Todos se preocupam.

Haverá luta.
A realidade é dura.
E há muito sentimento nas veias.

Aplico o elixir Ferreira Gullar
e doses de intuição

Sinto o pulso da ordem escondida na mensagem que está sendo dita
pelo aparente caos

Psicografo o código

Finalmente decifrado
o mal já não é mais um perigo

O corpo se equilibra
os versos podem ser escritos
e as palavras agora traduzidas
escolher
em que cama
se deitarão.

Comentários

Postagens mais visitadas