Morre um poeta


Morre um poeta
e começo a conversar com ele
um pacto atravessa as veias
uma fome troca de olhos e mãos
não terminou o verso
não disse ao certo
onde foi
e a sua arte?
perguntam surpresos
ficou em que mundo?
mudaram o alvo
enquanto
ainda voava a seta
foi encontrado perto do seu apartamento
não soube explicar nada do evento
não publicou
parece que não encontrou
a lógica
do tempo
se é que isso tem importância
não decidiu
para que lado ir
ao inflar a vela da alma
no vento
recolho no ar a seta
deposito no mar de papel
em homenagem
porque o mundo está alguns segundos
menor
e mais triste
morreu um poeta.

Comentários

Postagens mais visitadas